Contador de Visitas

534395
Hoje126
Todos Dias534395

Twitter

Anúncios de Vagas

Artigo Bonus PDF Imprimir E-mail
Sex, 30 de Dezembro de 2011 15:29
Índice do Artigo
Artigo Bonus
Mudanças Nova Lei das SA
MATERIA SOBRE SPED FISCAL - PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O TEMA
Todas as Páginas

(1)TABELA OBRIGACOES ACESSORIAS - LUCRO REAL - PRESUMIDO E SIMPLES

(2)Tabelas CST para o Sped Pis e Cofins

(3)Segue COLETANEA DE MANUAIS DA DNRC

(4)TABELA OBRIGACOES ACESSORIAS - LUCRO REAL - PRESUMIDO E SIMPLES

(5)PRINCIPAIS ALTERACOES RESOLUCAO 94 - SIMPLES NACIONAL

(6)Tabela incidencia INSS - rubricas

(7)QUADRO COMPARATIVO LUCRO REAL OU PRESUMIDO

(8)DIREITOS E DEVERES NO CONTRATO DE EXPERIENCIA

(9)ARROLAMENTO DE BENS

(10)PLANO DE CONTAS SOB A NOVA LEI DAS S.A

(11)Duvidas sobre o a Declaração do Imposto de Renda pessoa Fisica? A Receita Federal responde: verifiquem fonte:www.receita.fazenda.gov.br

(12)Atividades versus Lucro Presumido: Veja qual o percentual de alíquota do lucro presumido cabe para sua atividade!

(13)Regimes Especiais da Receita Federal

(14)Veja matéria APOSENTADORIA

(15)REP datas obrigatoriedades

(16)REDUÇÃO do Ativo ao Valor Recuperável

(17)Agenda Fiscal Federal junho 2012

(18)Contingencias Ativas e Passivas

(19)Agenda Fiscal Federal Julho 2012

(20)Agenda Fiscal Federal Agosto 2012

(21)Agenda Fiscal Federal Outubro 2012

(22.1)Prazo de Guarda dos Documentos_Anexo I

(22.2)Prazo de Guarda dos Documentos_Anexo II

(22.3)Prazo de Guarda dos Documentos_Anexo III

(23)Calendario Federal dezembro 2012

Seguem alguns artigos Bônus da Personal Contador - para que veja o nosso trabalho!!

1-Um pequeno resumo de alíquotas internas x produtos x Estados

2-Leasing Financeiro e Operacional - Nova Lei das S.A - Lançamentos

Lembrando que ATUALIZAÇÕES não foram consideradas!!! É apenas um artigo ILUSTRATIVO!!!

Segue matéria

CPC – e orientação ,TD>Resultado do Exercício Futuro Não existe mais

Estrutura do PL

Capital Social

(-) Gastos com emissão de ações CPC 08

Reserva de Capital

Opções outorgadas Reconhecidas CPC 10

Outros Resultados Abrangentes (+ou -) ajuste Avaliação Patrimonial CPC 38 (+ou-) ajuste acumulado de conversão CPC 02

Reservas de Lucros

Reserva para Distribuição futura par 3 art. 176

Reserva para Capitalização Futura

Reservas de Incentivos Fiscais

Dividendo Adicional Proposto

Ajuste Avaliação patrimonial

(-)Ações em tesouraria

(-) Prejuízo Acumulado

Lucro Acumulado -(opcional só para Ltda/Resolução CFC 1157/09 item 115) ======================================================================================================

Obs:

1- Os novos critérios terão que ser adotados por todos sem exceção, conforme Resolução CFC 1255/09

2- Para a Receita Federal manter contabilidade separada das novas regras, no LALUR manter as regras antigas (Parecer Normativo 01)

3- Empresas de capital aberto (independente do faturamento ou total do ativo) e empresas que faturam acima de Art. 3o Aplicam-se às sociedades de grande porte, ainda que não constituídas sob a forma de sociedades por ações, as disposições da

Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, sobre escrituração e elaboração de demonstrações financeiras e a obrigatoriedade de auditoria independente por auditor registrado na Comissão de Valores Mobiliários.

Parágrafo único. Considera-se de grande porte, para os fins exclusivos desta Lei, a sociedade ou conjunto de sociedades sob controle comum que tiver, no exercício social anterior, ativo total superior a R$ 240.000.000,00 (duzentos e quarenta milhões de reais) ou receita bruta anual superior a R$ 300.000.000,00 (trezentos milhões de reais).

4 – Esclarecemos que todos estão obrigados a estarem adaptados às novas regras contábeis, porém cabe ressaltar que os itens opcionais ou recomendáveis são obrigatórios somente para as empresas enquadradas no item (3
Prezado(as) a Personal Contador poderá orientá-los que basicamente os seus clientes irão fazer os seguintes questionamentos abaixo: E ainda segue o link aonde o Sr deverá entrar diariamente para verificar se houve acréscimo ou não de alguma empresa (cliente) do Sr na lista de obrigados a emissão do Sped Fiscal .....link

1-Sou empresa enquadrada no simples sou obrigado ao sped fiscal?

Não. Conforme protocolo 3 de 1 de abril de 2011

2-Não sou empresa enquadrada no simples sou obrigado ao sped fiscal?

Sim, conforme mesmo protocolo 3 de 1 de abril de 2011 todas as empresas são obrigadas ao envio do sped fiscal – porém cada Estado da União tem o poder de definir o escalonamento das primeiras empresas até que todos sejam obrigados

3-Quais os dados que o Fisco Estadual irá enxergar após o envio do Sped Fiscal?

Com o envio do Sped Fiscal o Fisco Estadual estará enxergando.

-Todas as notas fiscais de entrada, (todos os seus dados como: valor total da nota fiscal, valor do item, ncm do produto, descrição do produto, quantidade, valor unitário, transportadora, destinatário, emitente e até o código de barras da autenticação da nota fiscal)

-Todas as notas fiscais de saída, (todos os seus dados como: valor total da nota fiscal, valor do item, ncm do produto, descrição do produto, quantidade, valor unitário, transportadora, destinatário, emitente e até o código de barras da autenticação da nota fiscal)

-Inventário

-Controle e produção do estoque

-Livro registro de entradas

-Livro de registro de saídas

-Livro de apuração do ICMS

-livro de apuração do IPI

-guia DARF e seu código de pagamento com data de vencimento

-valores de substituição tributária – caso houver

-CIAP – Livro de registro do imobilizado – caso houver

-aproveitamento do 1/48 avos do ICMS credito imobilizado

4 – Mais algum órgão do Governo enxerga meus dados?

Sim, a Receita Federal poderá estar requisitando o Sped Fiscal

5-Como funciona a fiscalização neste caso, ela pode fiscalizar sem ir na empresa?

Sim, porém a Receita Estadual e a Federal comunicaram que o Sped Fiscal estará sendo alvo de auditoria ou fiscalização!! E quaisquer esclarecimentos à mesma estará chamando o contribuinte!!

Obs: O obejetivo da União e Estados e Municipios é o de criar um banco de dados único de todos os contribuintes, para facilitar a fiscalização!!


Portaria 1057MTE
ANEXO I
ANEXO II
ANEXO III
ANEXO IV
ANEXO V
ANEXO VI
ANEXO VII
ANEXO VIII Personal Contador Ltda Material elaborado pela Personal Contador Ltda, todos os direitos reservados a esta instituição Lei 6404/76 - antes Lei 11638/2007 – depois
PDD – Provisao para Devedores Duvidosos Perdas Incorridas de Credito de Liquidação Duvidosa CPC 01 (R1)
Juros a Transcorrer – AVP Ajuste a Valor Presente CPC 12 – Os elementos do Ativo e do Passivo Decorrente de Operações de Longo Prazo serão ajustados a Valor Presente, sendo os demais (curto prazo) ajustados quando houver efeito relevante (arts.183) Não aplicamos o AVP sobre: tributos diferidos sobre o lucro – Operações com BNDES – Operações sem prazo entre as partes - contrato de Mutuos entre as partes relacionadas (ligadas) - Não é recomendável ao REFIS – não efetuar o AVP para o ICMS
Perda Estimada do Estoque CPC 16 (R1)
Redução Estimada de Ativo Mantido para Venda CPC 31 – Ativo Não Circulante Mantido para venda
Ativo fiscal Diferido Temporário CPC 32
Ativo Fiscal Diferido Prejuízo Fiscal CPC 32
Ativo Circulante Mantém – Ativo Circulante
Realizável a longo Prazo Ativo Não Circulante
Passivo Circulante Mantém – Passivo Circulante
Exigível a Longo Prazo Passivo Não Circulante
Reserva de Reavaliação Não existe mais
Lucros Acumulados Opcionalmente apenas para empresas LTDA que não estão obrigadas à Auditorias Externas CVM 59/1986 e Resolução 1157/09 e 1159/09 IMOBILIZADO – Depreciação seguindo as taxas da Receita Federal -Utilizar taxa contábil de depreciação (com suporte de laudo especializado_ CPC 27 e resolução CFC 1177/2009 -AVP – caso houver -Valor depreciável do Bem (levantar valor real do bem na data de sua venda para em cima deste valor realizar a depreciação) -Custo atribuído – Reavaliação (Este novo valor só poderá acontecer mediante laudo de pessoa qualificada e ainda -Leasing Operacional – Continua sendo escriturado como antes -Leasing financeiro – a parcela que jogávamos em despesa agora é lançada contra ativo depreciação -BENS DE TERCEIROS- deverá contar no imobilizado (exemplo o terreno da Fornac que está em nome de terceiros) -Bens mútuos – exemplo modelos DFC – obrigatório Notas Explicativas - obrigatório Provisões Não existe mais este termo, exceto quando o mesmo se tratar de valores e prazos incertos CPC 25 Percentual coligada ou controlada Considera-se influcencia significativa quando a investidora for titular de 20% ou mais do capital votante da investida, sem controla-la ou possua poder de decisão. Art.37 Lei 11941/2009 e art 243 paragrafos 4 e 5 d a Lei 6404/1976> Duplicatas descontadas – redutora do ativo Duplicatas descontadas – figura no passivo CPC 38 Reserva de Incentivo Fiscal – figura no PL CPC 07(R1) Receitas e despesas não operacionais Esta nomenclatura (não operacional) não é usada mais Na DRE – Demonstração Resultado Exercício – colocávamos a Receita Bruta e os impostos incidentes sobre a venda -Lei S.A art 187 Rec. Bruta. -CPC 26 e 30 admite iniciar com receita liquida -A RB e impostos em nota explicativa CPC 26 e CPC 30
Última atualização em Sex, 07 de Dezembro de 2012 18:39